AVALIAÇÕES

  • Textos e provas individuais e/ou em dupla sobre os assuntos discutidos;

  • Pesquisas e entrevistas individuais e/ou em grupo;

  • Apresentação de seminários;

  • Participação, frequência e atenção em sala;

  • Debates;

  • No final de cada bimestre poderá ser solicitado uma Produção textual onde o estudante expressará seu ponto de vista sobre os assuntos estudados. Esforçando-se para explicar ao Professor seus entendimentos sobre todos os conteúdos;

  • Também podemos usar alguns dos tipos de avaliação disponível no Site Professor Online, da Secretaria Estadual de Educação de Santa Catarina;

  • Provas objetivas e dissertativas;

  • Confecção de relatórios de pesquisa;

  • Participação nas atividades desenvolvidas em sala de aula.

  • Haverá recuperação paralela de conteúdo e de notas;

Observação:

É importante salientar que este plano poderá sofrer alterações em função do ritmo e das necessidades de cada turma. As atividades em sala de aula, a participação, o comportamento, os debates e a pontualidade serão decisivos na obtenção da nota.

A avaliação dentro da nova perspectiva não será apenas uma quantificação apresentada em notas e sim a expressão do movimento de quem ensina, de quem aprende e como aprende. Sendo assim, a avaliação é o sistema de mensagem de conhecimento que deveria apontar as causas dos fracassos para redimensionar o trabalho docente estabelecendo as ações que ajudarão o aluno a avançar e alcançar os resultados desejados no processo educativo. A verificação do rendimento escolar deverá obedecer ao disposto na legislação vigente, onde regulamenta a implantação da sistemática de avaliação do processo ensino aprendizagem na Rede Pública Estadual de Ensino.

A aprovação de qualquer aluno, satisfeitas as prescrições e exigências do Projeto Político Pedagógico quanto aos conteúdos programáticos, está condicionada ao mínimo de 75% de frequência em relação ao cômputo de total de carga horária anual para aprovação de 200 dias letivos – 800 horas/aulas; ou carga horária semestral de 100 dias letivos e 400 horas/aulas.

Sobre a recuperação:

Entende-se por recuperação de estudo o processo didático pedagógico que visa oferecer novas oportunidades de aprendizagem ao aluno para superar as deficiências ao longo deste processo. Esta será oferecida de forma contínua e paralela durante o ano letivo, sempre que for diagnosticada insuficiência na apropriação do conhecimento. A nota obtida após estudos de recuperação em que o aluno demonstre ter superado as dificuldades, substituirá a nota anterior referente aos mesmos objetivos. O rendimento escolar deverá obedecer ao disposto na legislação vigente e as diretrizes emanadas pela Secretaria da Educação. A recuperação paralela será feita através de oportunidades adicionais para os alunos que necessitarem recuperar conteúdos e notas, e acontecerá durante as aulas com o auxílio do professor.